A ASTERH presta assessoria técnica em Recursos Humanos desde 1985, com atuação em Bento Gonçalves e região, buscando a recolocação de profissionais no mercado de trabalho.

Área Restrita

Notícias

  1. Facebook
  2. Twitter

TEMPORADA DA OFERTA DE ESTÁGIOS TEM 20% MAIS VAGAS

01/01/2015

De acordo com as empresas de agenciamento de vagas ouvidas pela reportagem, o crescimento de novas oportunidades em janeiro deste ano, no Estado e no restante do País, é de até 20% a mais que o observado em janeiro passado, devido, principalmente, ao investimento em indústrias e em turismo no Ceará.

No país, o Núcleo Brasileiro de Estágio (Nube) divulgou a disponibilidade de 31 mil vagas neste primeiro trimestre - sendo 25 mil para nível superior e superior tecnólogo e 6 mil para médio e técnico -, o que também representa esse incremento de 20% quando comparado a janeiro passado.

Interesse maior

"De fato, as empresas estão bem mais interessadas com aumento de quadro de estagiários. Seja a primeira oportunidade ou já para o aperfeiçoamento, um aumento de 20% vem se mostrando agora", afirma Luciana Walraven, diretora da RH Teplacon.

Responsável por agenciar vagas para estudantes de cursos técnicos e também de faculdades, ela aponta como um dos principais motivos do aumento das vagas a chegada de empresas de fora.

O agente de Mercado do Instituto Evaldo Lodi (IEL), Marcelo Sobreira, também acredita na perspectiva citada por Luciana. A intenção, segundo ele, é ter profissionais interessados e dispostos a trabalhar na base das empresas enquanto os executivos viajam entre o Ceará e as sedes em outros estados.

No IEL, que é ligado à Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), - e trabalha com comércio e serviço também -, Marcelo Sobreira diz que "a sensação é de um crescimento de 10%" na comparação com janeiro do ano passado.

Outro fator importante para o crescimento no número de vagas de estágio é o interesse das empresas em renovar o quadro de estagiários. "Muitos acabaram a faculdade e tiveram os contratos rescindidos. Daí, as empresas necessitam repor estes postos. Soma-se a isso um mercado de trabalho aquecido com novos projetos industriais e gera mais possibilidades", afirma Marcelo Sobreira.

Estudar visando à profissão

Agora, para ser considerado um forte candidato às vagas disponíveis, os dois diretores aconselham os estudantes a direcionarem os estudos para o posto que querem ocupar no mercado de trabalho depois de formados.

"Ele deve adequar a formação dele para aquilo que quer fazer. As pessoas estão fazendo curso de graduação, mas não estão fazendo cursos específicos, que aprofundam o conhecimento deles e isso deve ser feito", defende o agende de Mercado do IEL.

De posse de uma formação afinada com a atuação profissional, a diretora da RH Teplacon acredita que a "possibilidade de efetivação é muito grande". O presidente do Nube, Carlos Henrique Mencaci, reforça a teoria e afirma que a formação alinhada com a área desejada "faz toda a diferença no processo seletivo".

Para o proprietário da All Service Empresarial, Amadeu Moura, é importante observar que o estágio tem caráter essencial de aprendizado.

Dessa forma, a disposição do estudante para aprender é um fator que conta muitos pontos na hora da contratação para um estágio em alguma instituição.

"O diferencial é a postura do estudante. O currículo, é lógico, tem de se adaptar, mas querer aprender é mais importante", reforça Marcelo Sobreira.

FONTE: NUBE ( Armando de Oliveira Lima )– 18/01/2013.

Notícias

  1. 20/08/2018 VOCÊ CANDIDATO! SEUS DADOS JÁ ESTÃO ATUALIZADOS NO ESOCIAL?
  2. 05/10/2017 PROFISSÕES QUE DEVEM SUMIR DO MAPA ATÉ 2025,
    E OUTRAS QUE ESTARÃO EM ALTA
  3. 04/05/2016 TER UM EMPREGO OU TER UMA CARREIRA?
    A DIFERENÇA ESTÁ NO PROPÓSITO!
  4. 02/12/2015 COMO ADEQUAR EMPRESAS E ESCRITÓRIOS À GERAÇÃO Z
  5. 26/11/2015 7 ORIENTAÇÕES PARA UM REPOSICIONAMENTO ADEQUADO

Veja o histórico completo